O dia em que Papin e o Marselha tremeram…

Após muitas unhas ruidas, o Benfica lá nos deu ontem mais uma vitória (sofrida mas saborosa) que nos deixa bem mais perto do titulo. Mas não há tempo para descanso, nem para a equipa, nem para nós adeptos. Quinta-feira o Benfica tem mais um jogo importantíssimo e que pode levar o Benfica a mais uma final, uma final europeia, algo que escapa ao Benfica à 23 anos, demasiado tempo para um clube com a história do nosso Benfica.

O resultado é desfavorável, mas jogamos em casa, e se queremos ir à final vai ser preciso todo o apoio. Recordo aqui as palavras do mister Jorge Jesus ontem:

“Claro que a equipa parte moralizada (para o Fenerbahçe). Queria apelar a todos os adeptos que na quinta-feira nos ajudem. A equipa vai precisar do estádio cheio, que os adeptos nos empurrem. É tudo muito em cima e vão dar mais força, segurança e com certeza vamos passar à final da Liga Europa”

Com isto quero recordar uma noite, uma meia-final, contra uma equipa de estrelas que vivia o seu auge na altura. Quero recordar a noite de 18 de Abril de 1990 e o relato de um benfiquista mas que na altura jogava na equipa contrária.

«É preciso sair do país, para perceber o prestígio e a grandeza do Benfica em todo o mundo. Estive três anos em França no Marselha, joguei num estádio fantástico (o Vélodrome), convivi com grandes jogadores, mas o Benfica estava sempre no meu pensamento.

Os meus companheiros não percebiam muito o meu entusiasmo pelo clube porque sabiam pouco do futebol português, embora reconhecendo a tremenda historia do Benfica. Durante os primeiros tempos, tive que aturar os comentários de Papin (então colega de equipa e amigo), porque sempre que jogávamos em casa, antes de cada jogo chegava para mim e me dizia: “Mozer, vais ver o que é jogar num estádio cheio, e num ambiente terrível.” Terrível para os outros.

Não sei se o Papin dizia aquilo para me intimidar, já que era novo no clube e não percebia muito daquela conversa, mas para mim pensava sempre, este rapaz precisava era de jogar num Maracanã, ou no Estádio da Luz. Era o que eu pensava.

Até que na taça dos campeões, calhou-nos o Benfica nas meias-finais. Foi no início desgostoso, porque ia defrontar o meu Benfica, o clube que os meus companheiros sabiam que eu adorava. Perguntavam até se estava preparado para enfrentar a minha antiga equipa, colocando mesmo o meu profissionalismo em causa. Nos dois jogos joguei a 200 por cento.

Depois do primeiro jogo em Marselha, e dias antes de jogarmos na Luz, foi a minha vez que virar ao Papin e perguntar: Quer mesmo ver o que é um estádio cheio, com 120 mil a gritar todos para o mesmo lado? E o engraçado é que ele também achou, que estava a tentar intimidá-lo. Mas não estava. Avisei-lhe sim para esperar para ver, e já agora, tremer.

Chegou o dia! Estamos no estádio, e fomos logo para os balneários. Muita animação, risos, muita convicção de que íamos jogar a final da Copa dos Campeões (…) Antes de subirmos ao relvado para o aquecimento, Papin ainda brincou dizendo que estava tremendo de medo, ria-se bastante. Ora bem, os jogadores foram saindo (eu atrasei-me um pouco), e quando chego perto do túnel de acesso ao relvado, começo a ver os meus companheiros compeletamente assustados, e não querendo entrar. Só depois é que percebi que nessa altura, o Eusébio foi chamado ao relvado (para ser homenageado) e naquele momento o estádio quase vinha abaixo.

Todos aí (ainda assustados) perguntavam, o que era aquilo? A minha resposta foi simples: Isto, é o INFERNO DA LUZ! Pediram-me para entrar primeiro, assim foi, não fui mal recebido e quando olhei para trás…estava sozinho! Nas escadas estavam alguns dos meus companheiros, ainda com um olhar de medo, e só depois começaram a entrar. No regresso ao balneário perguntei ao Papin, já sabes agora o que é um estádio cheio, e um grande ambiente? Nunca mais esquecerei da resposta dele:

“Mozer, nunca vi uma coisa destas. É incrível.
Sempre tiveste razão.O Benfica é ENORME!”
Naquela noite o Marselha perdeu, fiquei triste, mas também senti orgulho pelo Benfica. E naquele balneário, fui mesmo o único a ter uma vitória. Uma vitória moral, sobre aqueles que não acreditavam na grandeza do Benfica.»

José Carlos Nepomuceno Mozer

Nesta noite o Benfica ganhou, com a famosa mão de Vata. Mas mais importante que isso foi o apoio dos adeptos, o verdadeiro Inferno da Luz.
É isso que é necessário para 5ª feira, deixem-se de merdas, levantem-se da cadeira (não mandem os outros sentar-se porque senão não conseguem ver o jogo, isso é no cinema), assobiem, batam com os pés, gritem Benfica como se fosse a última vez, levem bandeira, megafones, o que for necessário…mas façam o Inferno da Luz que ficou conhecido em Portugal e por esse mundo fora e que ultimamente parece que anda fugido. Com certeza, nessa noite, o estádio terá um 4º piso, ali sentados na cobertura, todos aqueles que já partiram e que também vão torcer e apoiar!

Que se faça o verdadeiro Inferno da Luz!!!!!!!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Jogo de Sintonia

O Jogo convida. A Sintonia envolve.

Filipe Pinheiro

This is the place where I share my art work! enjoy it! Este é o espaço onde partilho os meus trabalhos de arte! Divirtam-se! Oil Painting, Acrylic Painting, Charcoal Drawings, Painting Artist, Pintor de Arte, Quadros a Óleo, Retratista, Desenhador Grafite,Pastel Seco, Soft Pastel

Desabafos De Um Português

"Quando você superar o medo, encontrará coisas lindas do outro lado."

DjokerSoft

My code may not be the most bug-free in the world, and my techniques may not be the most efficient, but I’m trying my best.

Benfica Anonymous

Dias úteis

Benfica Anonymous

Chama Gloriosa

Benfica Anonymous

Catenaccio

Benfica Anonymous

Cabelo do Aimar

Benfica Anonymous

NovoGeraçãoBenfica

Benfica Anonymous

Lá em casa mando eu

Benfica Anonymous

Eterno Benfica

Benfica Anonymous

Em Defesa do Benfica

Benfica Anonymous

A Mão de Vata

Benfica Anonymous

NDRANGHETA

Benfica Anonymous

Bola7 Inc.

Just another WordPress.com weblog

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: