Entrevista a Rui Gomes da Silva

Numa parceria com a página “Por Ti Benfica” temos o prazer de vos trazer uma entrevista ao Dr. Rui Gomes da Silva, membro actual da direcção do Sport Lisboa e Benfica (Clube) e comentador no programa “Dia Seguinte” da SIC.

Esperamos no futuro fazer mais entrevistas do género, desde que exista disponibilidade, e vontade das pessoas que vamos querer entrevistar. Desde já fica o nosso agradecimento ao Dr. Rui Gomes da Silva que desde o primeiro momento se mostrou disponível para responder às nossas questões.

Uma chamada de atenção, esta entrevista foi dada por Rui Gomes da Silva, sócio n.º 3144 e é publicada na integra, tal como nos foi facultada.

No nosso caso (Benfica Anonymous) deixaremos os comentários a esta entrevista, para os outros blogs, pois julgamos que não faltará blogs a comentarem a mesma.

ÉPOCA 2012/2013

Por Ti Benfica e Benfica Anonymous –  A época passada poderia ter entrado na história do Sport Lisboa e Benfica caso confirmássemos a conquista dos três títulos em que estivemos envolvidos até à última. A seu ver o que falhou para não atingirmos esses objectivos?

Rui Gomes da Silva – Cada um dos títulos – dos três que poderíamos ter conquistado – foram perdidos por razões diversas.

Porque – como o Presidente Luis Filipe Vieira costuma dizer, e bem – ” não fomos competentes num deles, porque, noutro, disputamos uma final europeia que “merecíamos” ganhar, e – o ultimo – por um cansaço psicológico expectável face ao que se tinha sucedido nos, então, últimos 15 dias.

No Benfica não pode haver vitórias morais; devemos, por isso, fazer tudo para que tal não se repita….

PtB e BA – Afirmou, recentemente, no programa Dia Seguinte que “temos de dar todas as condições ao treinador, para ele pôr o Benfica a jogar bem e a ganhar títulos”. Quer isto dizer que, na sua opinião, Jorge Jesus não conseguiu, na época passada, conquistar os títulos que disputou por falta de condições dadas pela direcção?

RGS – Antes pelo contrário….

Este “… temos de….” deve ser interpretado como “… continuaremos a …”!

Ou seja, o Benfica de hoje, dá condições a quem lá trabalha para que possamos ganhar sempre…

ARBITRAGEM

PtB e BA – Fala constantemente do Apito Dourado/Apito Final, de erros de arbitragem contra o SLB, de o facto de uma equipa ter a vida facilitada no campeonato por ter vários ex-jogadores como treinadores de outros clubes (disse mesmo que se calhar em Portugal deveria existir uma investigação sobre resultados combinados). Não sente que alguma vez terá de chegar o momento em que terá de falar do que o Benfica faz menos bem, dos erros cometidos em momentos cruciais de campeonatos e não sempre procurar motivos externos?

RGS – Não só acho, como, nos últimos tempos, o tenho referido…

Mas que isso não invalide o escândalo que foi (será ainda???) o Apito Dourado, nem as vezes repetidas (infelizmente, de forma sucessiva, em mais este início de época) que o Benfica é objectivamente prejudicado e os nossos concorrentes directos objectivamente beneficiados.

O facto de nem sempre sermos “felizes”, em termos de ” jogo jogado”, não invalida nem deve fazer com que desculpemos erros que nos têm prejudicado.

Porque, com esses erros, mesmo marcando, algumas vezes não ganhamos, enquanto outros, quando não conseguem marcar de acordo com as regras do jogo, têm sempre alguém que “inventa” um pênalti providencial… ou desculpa uma falta “de bradar aos céus” ou um fora de jogo “escandaloso”.

Momentos menos felizes, durante uma época, todos os têm…

Só que uns – nesses momentos – são ajudados e o Benfica é sistematicamente prejudicado …

PtB e BA – Em Itália, já mais que uma vez, a justiça italiana puniu vários clubes por corrupção e por combinação de resultados. O que é que acha que falhou no Apito Dourado para não acontecer a mesma coisa?

RGS – Desde logo, a lei, que permitiu, que o que todos ouvimos e conhecemos, não pudesse ser tido em conta nos tribunais…

Depois, a falta de vontade de muitos – por coacção, chantagem, medo, ou outro qualquer motivo – de levar por diante o que a consciência, a ética e a moral de (quase) todos exigia …

PtB e BA – Concorda que o Benfica apoie primeiro para a Liga e depois para a FPF, uma pessoa que aparece nas escutas do apito dourado e que era um dos braços direitos de Pinto da Costa?

RGS – Compreendo a vossa questão, mas, sabendo o que sei hoje, o problema, de facto, não reside no Presidente da Federação…

Poderemos simplificar a questão e – com toda a legitimidade, de quem o faz – invocar esse argumento… que é apelativo – por ser directo – para resolver um problema que não passa por aí …

Mas respeito quem pensa desse modo….

PtB e BA – Por diversas vezes o Benfica se queixou publicamente das actuações do árbitro Pedro Proença, sendo dito inclusivamente, que o mesmo devia pedir para não apitar jogos do Benfica. Mas há umas semanas o mesmo foi ao Seixal dar uma “lição” aos nossos jogadores. Será que não é um pouco contraditório? Porque não pediu o Benfica outro árbitro?

RGS – Não estou, hoje, na estrutura da SAD, pelo que não conheço se a indicação foi “imposta” ou “pedida”.

Mas o que eu quero é que “o melhor árbitro português” (no dizer da comunicação social), apite os jogos do Benfica sem se sentir constrangido pelo seu (diz-se) amor clubístico.

Se essa acção de formação contribuir para não prejudicar mais o Benfica – como objectivamente aconteceu no passado – tanto melhor …..

PtB e BA – Na época passada foi dito que não se comentaria arbitragens, mas após o jogo com o Marítimo foi dada uma conferência sobre arbitragem e que muitos consideraram que foi fora de tempo, e que depois com a derrota no campeonato, houve quem afirmasse que a mesma serviu apenas para motivar os nossos adversários e que enfraqueceu a imagem do Benfica. Julga que na altura o timing foi o correcto?

RGS – Não participei nessa decisão, mas presumo que a razão foi desmascarar a campanha de desinformação que se montou, a seguir ao jogo do Sporting, contra o Benfica.

Se – para citar mais uma vez o Presidente – tivéssemos sido “competentes”, estaríamos, ainda hoje, a tecer loas e elogios a essa conferência de imprensa.

Acertar no totobola à segunda-feira … é fácil ….

JORGE JESUS E A RENOVAÇÃO

PtB e BA – Publicamente deu a entender que não seria a favor da renovação de Jorge Jesus, afirmando que na primeira caiam todos, na segunda cai quem quer, e que na terceira cai quem é burro, e após a derrota com o Marítimo afirmou que estava farto de nota artística e queria ganhar. Qual acha que deveriam ser os objectivos mínimos para que Jorge Jesus cumpra os 2 anos de contrato?

RGS – Sempre defendi que um clube da dimensão do Benfica não pode viver de “chicotadas psicológicas”…

E tanto o acho que, em toda a História do Benfica, do que conheço, só numa dessas situações, o Benfica ganhou o campeonato: em 67/68…

Quem decide – como decidiu esta vez – pesou, com toda a certeza, os prós e os contras de tal opção ….

E se a tomou é porque a considerou a melhor para o Benfica…. devendo defender com convicção e empenho essa escolha!

Não sou membro da SAD desde a época passada, mas quero acreditar que … “seremos felizes com Jorge Jesus”…

Digo mais: como todos os sócios, adeptos e simpatizantes do Benfica, nem admito outra hipótese que não seja ganhar em 2013/2014!

E, diga-se, em abono da verdade, que essa me pareceu – então – a opção largamente maioritária entre os que me deram a conhecer a sua opinião pelas redes sociais que “frequento”.

Mas nesta como noutras questões da vida, quando se assume uma opção, é para ser levada a sério!

PtB e BA – O Presidente, na sua recente entrevista, disse que a decisão de manter Jorge Jesus foi unânime. Mas dois dos vice-presidentes do clube, você e Sílvio Servan, já deram a entender que não estariam muito de acordo. A decisão da renovação foi unânime apenas na SAD, ou também no clube?

RGS – A decisão foi tomada a nível da SAD.

Não foi nem deveria ser – de acordo com a actual estrutura societária e organizacional do Benfica – em qualquer outro órgão … mesmo do Clube.

O que lhe posso garantir é que – em todos os actos da minha vida (pessoal, política profissional, clubística, …) sempre fui leal a decisões tomadas por quem de direito.

No dia em que isso não acontecer ou estiver de mal com a minha consciência – como se costuma dizer – “mudo-me”.

PtB e BA – Apesar do rol de vozes que se uniu nas críticas ao treinador no final da época passada, a direcção do Benfica optou por assinar novo contrato com o técnico. Esta continuidade deveu-se ao facto de o contrato já ter sido assinado antes do insucesso nas três competições, tendo assim comprometido o Presidente?

RGS – Como lhe disse, não participei dessa decisão formal, mas, ao que sei, existia toda a liberdade para tomar qualquer opção, … qualquer que ela fosse…

E – relembro – a opção pela renovação era a desejada por uma esmagadora maioria dos sócios – tanto quanto eu percebia pelas opiniões que me faziam chegar…

PtB e BA – Concorda que para um futuro saudável e vitorioso do Benfica, a continuidade de Jorge Jesus foi a escolha acertada?

RGS – Repito o que antes lhe disse: quero acreditar que … “seremos felizes com Jorge Jesus”…

RUI GOMES DA SILVA, A DIRECÇÃO E O BENFICA

PtB e BA – Há cerca de 2/3 anos, juntamente com Pragal Colaço, Varandas ou Moniz, o Dr. Rui Gomes da Silva era uma das vozes críticas da má gestão desportiva de Luís Filipe Vieira, tanto pelo insucesso desportivo, como pelo crescimento do passivo. Hoje, apesar de insucesso desportivo perdurar e do passivo continuar a crescer, é um dos defensores desta Direcção, tal como todos os outros o são. O que o fez mudar de ideias?

RGS – Esta pergunta, no que me diz respeito, é totalmente falsa!

Sou Vice Presidente do Clube, desde Julho de 2009.

E há alguns anos – muitos mesmo – que não me pronunciava sobre qualquer questão interna do Benfica, a não ser comentar – pontualmente – um ou outro resultado ou fazer um ou outro prognóstico.

Repito, no que me diz respeito, nunca me pronunciei da forma referida e … muito menos no tempo em que fala.

Pois se já sou VP, desde julho de 2009…

PtB e BA – Um dos pontos que por vezes é falado é dos cargos remunerados na direcção do Benfica. Acha que os mesmos deveriam ser remunerados? Se não, não acha que se pode perder pessoas que teriam bastante valor para dirigir o Benfica, mas que não o podem porque a sua vida depende do rendimento do seu trabalho diário?

RGS – Considero um ponto de honra: os cargos de eleição do clube não devem ser remunerados.

E lutarei para que isso se mantenha, enquanto tiver forças para tanto…

Faz parte do ADN do SLB!

PtB e BA – Não considera que os sócios já estão um pouco cansados do discurso da remodelação financeira e de se ter devolvido a credibilidade ao clube e que, acima de tudo, como todos os adeptos querem é vitórias?

RGS – Todos estamos de acordo: todos queremos ganhar!

Mas isso não nos deve fazer esquecer como alguns deixaram o Clube, depois de por lá passarem…

E muitos dos que contribuíram para que isso acontecesse – pelo menos com os eu voto e com sucessivos apoios em Assembleias Gerais de milhares de sócios – serão, hoje, os que mais criticam …

Costuma ser assim… e o Benfica não poderia ser diferente!

PtB e BA – Em Maio escreveu na sua página pessoal do facebook que LFV estava a ser vítima de uma campanha pública de fragilização e chamou “oportunistas” aos críticos da gestão da sua direcção. Porque é que, sempre que alguém critica, seja o que for, a resposta é sempre na base de serem chamados de “oportunistas”, “paraquedistas”, “papagaios”, “garotos”? Quer dizer que no seu entender LFV é o único sócio do Benfica capaz de gerir os destinos do clube?

RGS – Nunca, num clube como o Benfica, a solução se pode resumir a uma só pessoa.

Mas, o que critico, não são as críticas.

O que lamento é a falta de coerência.

Porque se não se concorda com a pessoa, com a política, com as opções, isso deve ser assumido de forma permanente e não – apenas – quando perdemos.

Elogio e aprecio a coragem de quem tem convicções!

Desprezo o oportunismo de quem apenas aparece a dar a cara quando as coisas correm mal…

Porque, para serem coerentes, deviam ter criticado a gestão, na semana em que o Benfica estava a um passo de ganhar … o que não ganhou.

Isso sim, era de homem, de coragem, de alguém com um projecto..

Porque as ideias não podem ser más, pelos resultados.

Quando não acredito, não acredito.

Ser calculista não é próprio de um benfiquista.

Admitimos como possível os adeptos só apoiarem a equipa quando ela está a ganhar? Ou somos incondicionais em função das nossas paixões e dos valores que defendemos?

Coerência não rima com oportunismo!!!!

PtB e BA – Numa empresa o sucesso ou insucesso dos produtos que são colocados no mercado são da responsabilidade do Gestor da Empresa certo? Nesse aspecto, concorda com a declaração do Presidente do Benfica quando diz que não pode ser responsabilizado pelo insucesso desportivo do clube porque não é ele que joga?

RGS – De facto, não é ele que joga…

Mas o Presidente Luis Filipe Vieira quer ganhar tanto, pelo menos, como cada um de nós.

Como responsável – e nisso teremos de lhe “tirar o chapéu” – ele sempre assumiu as suas responsabilidades….

No bom e no menos bom…

E sabe que é o responsável máximo por tudo o que se passa no Benfica.

Nem a personalidade que dele conheço conviveria com outros pressupostos.

Não podemos nem devemos retirar uma frase do seu contexto para “crucificar” quem não gostamos!!!

Porque o Benfica deve estar acima de tudo isso.

O que não quer dizer que não ache tão benfiquista quem pensa como eu, como quem pensa rigorosamente o contrário.

Porque o fazemos em função do que pensamos ser o melhor para o Benfica!!!

PtB e BA – Por exemplo, não acha que com o caso Roberto, Pizzi, Cardozo e outros similares nesta pré-época a imagem da direcção ficou seriamente manchada? Acha que estes processos foram bem conduzidos?

RGS – Não sendo membro da SAD, tenho o conhecimento que qualquer adepto normal tem desses assuntos..

Mas se a CMVM, tão exigente com o Benfica, nada disse, é porque as operações foram realizadas no estrito cumprimento da legalidade exigida.

PtB e BA – O facto de ter saído da SAD esteve de alguma forma relacionado com a necessidade de entrarem José Eduardo Moniz e Varandas Fernandes?

RGS – Não!

Foi uma opção pessoal, decorrente de uma conversa, muito anterior, com o Presidente do Benfica.

Pelas razões que ambos sabemos!!!!

PtB e BA – No último acto eleitoral foi dito muita coisa. Qual a sua opinião sobre os seguintes nomes como Benfiquistas e como profissionais: Fernando Tavares? José Eduardo Moniz? Rui Rangel? Varandas? Bruno Carvalho? Rui Costa? Luís Filipe Vieira?

RGS – Não faço juízos de valor sobre quem, de uma forma ou de outra, representou ou representa o Benfica. Nem sobre quem teve o sonho de o fazer.

Com uma única excepção: em campanha eleitoral… mas como não estamos num desses momentos …

PtB e BA – Depois de duas épocas em que estivemos quase perfeitos e mesmo assim perdemos o título para o rival do norte, o facto de à terceira jornada estarmos já com 5 pontos de atraso em relação ao FC Porto é sinal de que este ano não seremos novamente campeões?

RGS – A procissão ainda vai no adro …

E acredito – seriamente – que seremos Campeões!

BENFICA TV

PtB e BA – Foi o mais afinco defensor do fim de contrato com a Olivedesportos, tendo este ano o Benfica terminado a ligação que mantinha com essa empresa, considera isso como uma vitória pessoal?

RGS – Não. Considero uma vitória do Benfica e dos quase 100% de benfiquistas … que pensavam como eu.

E – reconheça-se, se quisermos especificar quem acreditou desde cedo, na ideia, e falando até ao momento das eleições de 2012 – do Presidente Luis Filipe Vieira, que sempre me deu liberdade para defender, publicamente, o que pensava sobre o assunto, bem como do meu colega Vice Presidente, Dr. Silvio Cervan, do Dr. Domingos Soares de Oliveira, do João Gabriel…

Para apenas citar os que – diariamente – se empenharam para que a ruptura com a Olivedesportos fosse uma realidade.

É bom que isso seja recordado, para que a História, um dia destes, se não reescreva …

Nesse aspecto, estava bem acompanhado, nessa luta quase diária …

PtB e BA – Fernando Gomes, presidente da FPF, deu uma entrevista onde colocava algumas dúvidas sobre a Benfica TV e a sua isenção, e onde dizia que o mais correcto seria a centralização dos direitos da Liga. Não teme que após uma batalha para o Benfica gerir os seus próprios direitos, os mesmos venham a ser centralizados e voltar o Benfica a ficar sem os direitos de TV?

RGS – Do que conheço – no futebol europeu relevante – só em Portugal e em Espanha os direitos televisivos não estão centralizados.

A opção do Benfica tornou mais difícil essa centralização, pelo menos nos tempos mais próximos.

O FUTURO DE RUI GOMES DA SILVA E DO BENFICA

PtB e BA – Como é que Rui Gomes da Silva se torna Benfiquista?

RGS – Sou, hoje, o sócio nº 3.144, ou seja, desde que nasci, em 1958.

Deve essa felicidade, que nunca poderei pagar, por mais que faça, ao meu Pai, então, também ele, já sócio do Benfica (tanto mais surpreendente quanto – como o meu Pai – nasci e vivi no Porto até aos 18 anos).

Como depois o meu irmão, e os meus filhos: desde que nasceram…

PtB e BA – Ambiciona um dia ser Presidente do Sport Lisboa e Benfica?

RGS – Nunca ninguém, que queira servir o Benfica, pode admitir ambições pessoais, independentemente de saber, em determinado momento, se o exercício dessas funções é o melhor para o Benfica.

Cosme Damião nunca foi Presidente do Benfica e é – ainda hoje – a principal referência do Clube.

A ele e a um número imenso de sócios abnegados e esforçados devemos a grandeza do Benfica, em muitos momentos liderados por figuras de referência que, assumindo essa herança e esse desígnio, foram capazes de se perpetuarem na nossa História como grandes Presidentes…

Por isso, ser Presidente do Benfica não pode ser uma ambição: terá que ser sempre um orgulho, uma enorme responsabilidade e um cargo assumido em nome de um projecto e de uma ideia: ganhar, ganhar sempre!!!!

DEFINA OS SEGUINTES NOMES NUMA SÓ PALAVRA

Benfica: PAIXÃO

Eusébio: REI

Rui Costa: MAESTRO

Coluna: CAPITÃO

Pinto da Costa: QUEM????

Fernando Gomes: FEDERAÇÃO

José Augusto: EUROPA

Estádio da Luz: CATEDRAL

Luis Filipe Vieira: PRESIDENTE

Domingos Soares de Oliveira: RIGOR

Jorge Jesus: TREINADOR

Berna: BÉLA GUTTMANN

Apito Dourado: CORRUPÇÃO

Sport TV: CONCORRENTE

Benfica TV: PROJECTO

RUI GOMES DA SILVA

SÓCIO Nº 3144

8 DE OUTUBRO DE 2013

Uma equipa que é o espelho do clube

Tentei não escrever a quente sobre a derrota de Paris, foi lamentável a imagem que o Benfica passou na noite de 4ª feira. Não fosse o PSG respeitar o Benfica e ter entrado em modo de “descanso” após o terceiro golo, e o cenário poderia ter sido bem mais negro.

O resultado não me surpreendeu, e não me surpreendeu porque só quem anda desatento ou quem anda a dormir é que não esperava isto depois de todos os sinais que vem sendo dados, desde a final da Taça de Portugal com o Guimarães. A equipa na noite de 4ª feira foi o espelho do estado actual em que o Benfica se encontra, e que aparentemente, apenas o presidente e os seus comparças não conseguem ver. Se não vejamos:

Equipa:

A partida, e olhando para o plantel do Benfica, do qual ninguém saiu relativamente ao ano passado e ainda foi reforçado, seria de esperar que no mínimo o Benfica apresentasse o rendimento do ano passado. Mas nada mais errado, o que vemos é jogadores desanimados, sem vontade, sem força, e que parece que estão a fazer um frete em cada jogo que enfrentam.

Treinador:

O treinador é o ponto de ignição de toda esta situação. Jorge Jesus, após quatro anos em que apenas ganhou 1 campeonato e 3 taças da liga, e depois da época carregada de desaires que foi o ano passado, não deveria ter renovado. Mas o presidente foi teimoso, e contra tudo e todos, até o bom-senso, renovou por 2 anos com um treinador que tinha o ciclo esgotado e ainda por cima a ganhar o mesmo…o resultado está à vista. Vemos um treinador sob pressão, que parece estar completamente desorientado, que se refugia em desculpas que não cabem na cabeça de ninguém, e continua a ser arrogante quando não tem razões para isso.

Em relação as estes dois pontos o que cada vez mais me parece, é aquilo que dissemos há uns meses, o plantel ou a maioria dele, não está com Jesus, e o resultado está à vista.

Adeptos:

Com tudo isto, até os adeptos andam sem motivação e cada vez estão mais afastados da equipa e do estádio, basta ver as miseráveis assistências deste ano onde até Porto e Sporting estão à nossa frente em média de espectadores. E com a dificuldade da equipa do Benfica se afirmar e com a notória separação adeptos/treinador (que já existia desde o final da época passada, e que nós também alertámos que era demasiado grande para ser recuperada e que a renovação só o agravaria), o cenário será cada vez pior, com impacto directo nas finanças do clube.

Direcção:

A direcção parece viver numa ilha, pelo menos o seu presidente. Com todos os sinais de que o ciclo de Jesus tinha terminado, renovou com o mesmo, e ainda hoje é um mistério o que o levou a fazer isso. Com os adeptos afastados da equipa e quando era necessário “chamar” os adeptos, pratica-se uma politica de preços completamente descabida. Quando a equipa não convence e muito menos joga bem, vem dar entrevistas a dizer que um dos objectivos da época é chegar à final da champions, e que temos o melhor plantel dos ultimos 30 anos quando nem internamente ganhamos. E ainda tem o desplante de dizer que como responsável máximo do clube, não pode ser responsabilizado pelo “core-business” do clube, ou seja, o futebol. E estas declarações não são inocentes…

Aqui a grande questão é que a direcção não percebeu que um fim de época como o do ano passado deixa marcas profundas e raramente recuperáveis mantendo tudo na mesma. Para a direcção, que só olha ao negócio e aos euros, a época passada foi espectacular, mas para os adeptos deixa marcas bastante profundas, e ninguém percebeu isso porque, ou não quiseram, ou não percebem de futebol, e não falem do Bayern, porque são realidades incomparáveis. Vejam é o que aconteceu, por exemplo, ao Sporting após aquela famosa época em que perderam tudo e que a meu ver foi ai que se iniciou o total descalabro do Sporting do qual só estão a recuperar hoje, quando existiu uma total mudança de orientação no clube.

O que é facto é que este cenário já era expectável, houve quem disesse que eram os velhos do restelo a falar, que faziamos bem em renovar com o JJ, que os adeptos não estavam divididos quanto à renovação, que eram tudo más linguas e conversa de abutre, mas infelizmente tudo era demasiado previsível, e tudo se tornou realidade.

Resta saber o que acontecerá agora se a equipa não recuperar, e se o benfiquistas ainda se lembram de quem é que renovou com o JJ há 3 meses contra tudo e todos. Esperemos que isso não seja necessário e que o Benfica começe a sua recuperação já este Domingo.

Prejudicados ou incompetência?

Ao fim de 6 jornadas, o Benfica ocupa a 5ª posição do campeonato a 5 pontos do primeiro lugar e tem surgido algumas criticas à produção da equipa, bem como (e com razão), à arbitragem. Mas será que a culpa é dos árbitros, ou é da fraca produção da equipa?

Fizemos um levantamento da posição do Benfica à 6ª jornada, nas últimas 11 épocas (de 2003/2004 a 2013/2014):

Época – Posição – Pontos – Vitórias Empates Derrotas Gol.Marcados  Gol.Sofridos  Dif.Golos

2013/2014 – 5º – 11 – 3v2e1d 9gm 6gs +3
2012/2013 – 2º – 14 – 4v2e0d 16gm 6gs +10
2011/2012 – 1º – 14 – 4v2e0d 15gm 7gs +8
2010/2011 – 5º – 9 – 3v0e3d 9gm 6gs +3
2009/2010 – 2º – 16 – 5v1e0d 21gm 3gs +18
2008/2009 – 3º – 12 – 3v3e0d 11gm 7gs +4
2007/2008 – 5º – 10 – 2v4e0d 7gm 1gs +6
2006/2007 – 3º – 13 – 4v1e1d 14gm 5gs +9
2005/2006 – 5º – 10 – 3v1e2d 10gm 6gs +4
2004/2005 – 1º – 13 – 4v1e1d 8gm 4gs +4
2003/2004 – 5º – 11 – 3v2e1d 9gm 6gs +3

O que faz com que esta época, até à 6ª jornada, fique a nível estatistico, em:

  • 7º lugar a nível de posição
  • 7º lugar a nível de pontos
  • 6º lugar a nível de vitórias
  • 6º lugar a nível de empates
  • 6º lugar a nível de derrotas
  • 9º lugar a nível de diferença de golos

Ou seja, a arbitragem pode justificar algumas coisas, mas definitivamente não justifica tudo. A produção desta época está muito abaixo do esperado, tendo em conta que estamos a falar, segundo alguns, do melhor plantel dos ultimos 30 anos…

21 milhões de prejuízo em apenas um ano…é o milagre financeiro!

No dia em que se vota, pelas 21h, o relatório contas do Benfica (clube) em Assembleia Geral (infelizmente não vou poder estar presente), gostava de chamar a atenção para um quadro muito bonito que se pode ver no R&C (carregar na imagem):

Neste quadro podemos ver que, além do clube ter dado prejuízo (8,4 milhões), todas as empresas do grupo Benfica deram prejuízo, excepção feita para a Benfica TV, a Benfica Seguros e a Clinica do Benfica. Estas 3 empresas juntas deram um lucro de cerca de 15 mil euros, contra os 21…21 milhões de euros de prejuízo das outras todas. 21milhões de euros de prejuízo numa época, uma época onde fizemos vendas de jogadores como nunca tinhamos feito, uma época em que estivemos na luta pelo campeonato até ao fim, fomos à final da Liga Europa e à final da taça de Portugal, o que fez com que o Benfica tivesse receitas mais elevadas ainda, e mesmo assim o Benfica teve 21 milhões de prejuízo…mais os 8,4 do clube.

São só perto de 30 mihões de prejuízos…

Se isto não é preocupante, não sei o que será. Tenho pena de não poder estar presente na AG, pois os meus votos não poderiam ter outro caminho que não o chumbo das contas (mesmo que, graças aos novos estatutos, isso não tenha qualquer efeito prático).

É o milagre financeiro!

60 minutos do mesmo, com 30 de intervalo

No Sábado, infelizmente, voltámos a ter o Benfica dos ultimos jogos, desde a pré-época. 11 jogadores, que na maioria que jogam juntos há 2/3 anos, mas que parece que jogam juntos há 2 ou 3 semanas. A única excepção a isso, foram 30 minutos, entre os 45 e os 75 minutos, em que o Benfica deu um ar da sua graça, muito às custas da genialidade de Markovic, que muito estranhamente não foi titular em detrimento de Rodrigo. Tivemos azar nas lesões, mas curiosamente foi na 2ª parte, após as lesões e com a entrada de Amorim, Markovic e Cardozo, que o Benfica teve a tal meia hora de bom futebol.

Depois a esta inércia do Benfica, juntou-se um árbitro que falhou, mas se formos objectivos, o golo do Sporting é de dificil avaliação, infelizmente os árbitros ainda não tem repetições à disposição como nós no nosso confortável sofá, e duvido que alguém, com o lance em tempo real, tenha visto logo que era fora de jogo. Depois o penalty sobre Cardozo é claro, mas já o árbitro tinha perdoado a expulsão ao Maxi e que nos deixava a jogar com 10, toda a segunda parte.

Na minha visão, o empate foi justo, mas o Benfica parece que não tem equipa, e que desaprenderam de jogar juntos, contra uma equipa feita de miúdos, completamente reformulada este verão e que deu uma lição de raça e querer ao Benfica.

E depois temos um treinador que diz que a esta altura, depois de três jornadas, ter 5 pontos perdidos e de atraso para o primeiro lugar, é normal. Gostava de saber, quando é que nos ultimos anos o Benfica conseguiu recuperar 5 pontos ao Porto e ser campeão? Já o inverso todos muito bem sabemos que é mais que possível , graças às duas ultimas épocas. Já para não falar do impacto que isto terá a nível de receitas, especialmente estas três:

– Benfica TV

– Bilheteira

– Quotas

Estas três receitas vão estar muito dependentes do sucesso desportivo do Benfica, e da capacidade da equipa em manter a esperança nos adeptos, o que não está a acontecer.

 

Conclusões que tirei do jogo:

– Acho que há ali jogadores que querem fazer a cama ao treinador;

– Cortez não serve para o Benfica, e agora vendemos o Melgarejo e ficamos com este até acontecer o mesmo que ao Emerson;

– Não se percebe a insistência na dupla Lima-Rodrigo, quando o Rodrigo não está em forma, claramente. Talvez fosse bom emprestá-lo para ele ir “arejar” para outros lados;

– Continuamos a ter um treinador arrogante e que se acha o maior, mesmo quando toda a gente vê que tal não acontece. Basta ver as afirmações dele a dizer que o Benfica foi mais equipa no sábado. Que jogo é que ele viu?

– Markovic é craque, mas daqueles mesmo grandes. Só espero que não “desapareça” como Rodrigo que muito prometia;

– Maxi precisa de um bocado de banco

– Espero que a pausa para as selecções seja uma boa conselheira

 

Agora uns apartes:

Parece então que demos 5 milhões por um central para emprestar? Para se juntar ao Pizzi, ao Fariña e a muitos outros que foram comprados e emprestados sem sequer vestirem a camisola do Benfica. Será que não dava para agarrar nesses milhões todos e comprar dois laterais, um direito e um esquerdo, de jeito?

Champions: O Grupo

Calhou no destino do Benfica o grupo C juntamente com Paris Saint Germain, Olympiakos e Anderlecht, sendo os 3 campeões dos seus respectivos paises.

À primeira vista parece um grupo acessível, no qual o Benfica tem a obrigação de passar aos oitavos de final. Mas olhando mais de perto, e depois da “lição” do ano passado, todo o cuidado é pouco.

PSG:

O Paris Saint Germain, campeão francês, o ano passado fez uma boa campanha na Champions, tendo chegado aos quartos de final da Champions, onde foi eliminado pelo Barcelona, do grupo do Benfica, mas caiu a dar luta e conseguiu um 2-2 em casa e um 1-1 em Camp Nou, levando o Barcelona a passar apenas pela diferença de golos fora.

Para este ano, a grande perda parece ter sido mesmo o treinador, pois em termos de plantel e como não falta dinheiro, não saiu ninguém de relevo e a um plantel que já contava com Zlatan Ibrahomivic, Thiago Silva, Matuidi, Pastore, Lucas Moura e Lavezzi, e ao qual se juntaram nomes como: Cavani, Marquinhos, e os regressos de empréstimo de Lugano e Sissoko.

Este será o adversário mais complicado do grupo.

Olympiakos:

Campeão Grego, e já conhecido do Benfica. No ultimo encontro entre os dois, o Benfica acabou goleado por 5-1. Este ano reforçaram-se com alguns nomes conhecidos, especialmente os bem conhecidos Roberto e Saviola, mas também Leandro Salino.

A equipa é conhecida por ser bastante forte em casa e na presença do ano passado na Champions, ficou em 3º num grupo com Arsenal, Shalke 04 e Montpellier.

 

Anderlecht:

Bi-campeão belga, é um velho conhecido do Benfica. Na última vez que as duas equipas se encontraram, na temporada 2004/2005, na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, o Benfica venceu na primeira mão por 1-0,  mas perdeu na Bélgica por 3-0.

O ano passado o Anderlecht ficou em ultimo do seu grupo, com 5 pontos, na Champions, um grupo onde estavam Málaga, AC Milan e Zenit.

 

Como disse no inicio, é um grupo acessível ao Benfica, num ano em que a final é em casa do Benfica, e que mesmo os mais cépticos de certeza que já imaginaram a hipótese de o Benfica ser um dos finalistas no seu próprio estádio.

Mas para isso, primeiro é necessário passar o grupo e nunca perder da mente o que se passou com o grupo do ano passado, em que o Benfica era dado como o favorito à passagem, juntamente com o Barcelona, mas depois um Celtic afoito baralhou essas contas e mandou o Benfica para o terceiro lugar do grupo.

Dia de sorteio

 

Hoje às 17h é dia de sorteio da Champions.

 

As nossas previsões são:

Sorteio Filho da #$%# ou Luisão: Benfica, PSG, City, Napoli

Sorteio da “curva”: Benfica, Milan, Dortmund, Celtic

Sorteio do mija na escada: Benfica, CSKA Moskva, Basel, Austria Wien

Sorteio dos amigos: Benfica, Atlético Madrid, Olympiakos, Napoli

 

A nossa real previsão: Benfica, Juventus, Ajax, Real Sociedad

 

Para todos os que quiserem acompanhar o sorteio, podem faze-lo através do site da UEFA: http://www.uefa.com/uefachampionsleague/index.html

Ficam aqui os potes:

Pote 1
Barcelona (Espanha)
Bayern München (Alemanha)
Chelsea (Inglaterra)
Real Madrid (Espanha)
Manchester United (Inglaterra)
Arsenal (Inglaterra)
Porto (Portugal)
Benfica (Portugal)

Pote2
Atlético de Madrid (Espanha)
Shakhtar Donetsk (Ucrânia)
Milan (Itália)
Schalke 04 (Alemanha)
Olympique Marseille (França)
CSKA Moskva (Rússia)
Paris Saint-Germain (França)
Juventus (Itália)

Pote 3
Zenit (Rússia)
Manchester City (Inglaterra)
Ajax (Holanda)
Borussia Dortmund (Alemanha)
Basel (Suíça)
Olympiacos (Grécia)
Galatasaray (Turquia)
Bayer Leverkusen (Alemanha)

Pote 4
København (Dinamarca)
Napoli (Itália)
Anderlecht (Bélgica)
Celtic (Escócia)
Steaua Bucuresti (Roménia)
Viktoria Plzen (República Checa)
Real Sociedad (Espanha)
Austria Wien (Áustria)

 

 

 

Jogo de Sintonia

O Jogo convida. A Sintonia envolve.

Filipe Pinheiro

This is the place where I share my art work! enjoy it! Este é o espaço onde partilho os meus trabalhos de arte! Divirtam-se! Oil Painting, Acrylic Painting, Charcoal Drawings, Painting Artist, Pintor de Arte, Quadros a Óleo, Retratista, Desenhador Grafite,Pastel Seco, Soft Pastel

DESABAFOS DE UM PORTUGUÊS

"O IMPORTANTE É O PRINCIPAL, O RESTO É SECUNDÁRIO."

DjokerSoft

My code may not be the most bug-free in the world, and my techniques may not be the most efficient, but I’m trying my best.

Benfica Anonymous

Dias úteis

Benfica Anonymous

Chama Gloriosa

Benfica Anonymous

Catenaccio

Benfica Anonymous

Cabelo do Aimar

Benfica Anonymous

NovoGeraçãoBenfica

Benfica Anonymous

Lá em casa mando eu

Benfica Anonymous

Eterno Benfica

Benfica Anonymous

Em Defesa do Benfica

Benfica Anonymous

A Mão de Vata

Benfica Anonymous

NDRANGHETA

Benfica Anonymous

Bola7 Inc.

Just another WordPress.com weblog

WordPress.com News

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 347 outros seguidores

%d bloggers like this: